Diocese de Santo André realiza missa em memória das 500 mil vítimas da Covid-19 nesta sexta (25)


Com a mensagem de que “Toda Vida Importa” e em comunhão com a Igreja no Brasil, a Diocese de Santo André realiza na próxima sexta-feira (25/06), às 19h30, a Santa Missa na intenção das mais de 500 mil vítimas da Covid-19 no país, que será presidida pelo bispo diocesano e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Dom Pedro Carlos Cipollini. A transmissão acontecerá pelas mídias diocesanas.


Até o domingo (20/06), o país já registrava 501.918 óbitos e 17.926.393 casos da Covid-19, de acordo com balanço do consórcio de veículos de imprensa com dados das secretarias estaduais de Saúde. No estado de São Paulo já são 122.160 mortes com 3.582.792 casos de coronavírus. No ABC são 8.700 vítimas da Covid-19 e 210.754 casos, de acordo com o painel de acompanhamento do coronavírus na região, realizado pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento ABC Dados.


Em relação à vacinação no Brasil, 87.468.250 doses da vacina já foram aplicadas, sendo que 24.280.894 já tomaram a segunda dose (11,47%). No estado de São Paulo são 21.742.124 aplicadas da primeira dose, sendo 6.016.798 imunizadas com a segunda dose (13%). No ABC são 1.259.975 doses aplicadas, sendo 341.808 imunizados com as duas doses, ou seja, 12,2% da população. (dados atualizados até domingo, 20/06)

Toque dos sinos No último sábado (19/06), paróquias localizadas nas dez regiões pastorais da diocese, nas sete cidades do ABC, promoveram o toque dos sinos em solidariedade às vítimas e familiares que perderam seus entes queridos. Em abril deste ano, durante o Domingo da Misericórdia, também aconteceu o badalar dos sinos como uma manifestação de sinais de esperança, fé e solidariedade, que recordou à época, as mais de 345 mil vítimas da Covid-19. Em agosto do ano passado, Dom Pedro presidiu a Missa do Dia dos Pais na intenção das 100 mil vítimas da pandemia. À época, o bispo diocesano manifestou solidariedade às famílias enlutadas naquele momento da pandemia. “Essa Santa Missa também é oferecida em sufrágio das 100 mil vítimas que se foram. Pedimos conforto para os que ficaram. A força e a fortaleza para os cuidadores”, disse.




Fonte: diocesesa.org.br

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square